quarta-feira, 23 de outubro de 2013

A tradição também merece ser quebrada.


O George já foi batizado. A mãe apareceu simples, bonita e sorridente, como já nos habituou. Mas o que eu gosto mesmo na Kate e no William é o quebrar de regras numa estrutura tão rígida como a monarquia britânica: o batizado teve apenas 22 convidados. Gostei disso. [Tenho sérias dúvidas se um dia conseguirei batizar um filho meu com tão poucos convidados]
A lista de convidados resumiu-se ao essencial e a quem achavam que fazia sentido estar na cerimónia [quantos de nós, em cerimónias familiares, já convidamos pessoas sobretudo por "pressão familiar" e não propriamente devido aos laços afetivos?]