terça-feira, 5 de novembro de 2013

Das coisas estranhas que se pode ver na TV.


No passadio fim de semana estava a fazer zapping e na SIC Mulher estava a passar um programa americano em que uma especialista ajuda grávidas a lidar com várias questões. Uma das grávidas procurou ajuda para que Rosie Pope (que dá a cara ao programa) a ajudasse a escolher o nome do bebé. 
Ela e o marido queriam um nome de topo, um nome que toda a gente associasse a uma pessoa de sucesso, a um futuro presidente da América. Para isso fizeram-se reuniões com várias pessoas (amigos pessoais do casal, especialistas de diferentes áreas, etc) para que emitissem a sua opinião sobre alguns nomes. 
Eu achei aquilo ridículo do início ao fim. Desde a presunção de querer um nome sonante, forte, de sucesso até à necessidade de recorrer a opiniões de pessoas externas.
Que eu saiba um António, um Pedro, um Francisco ou um Afonso podem ser nomes de futuros presidentes. E que eu saiba, escolher o nome de um filho é algo que supostamente deveria de dizer respeito apenas ao casal de futuros pais.  

[Pessoalmente, no futuro, a opinião sobre o nome dos meus filhos caberá a mim e ao meu Apimentado. E se houver gente que não goste do nome, temos pena. É tão fácil quanto isso.]

5 comentários:

Letrinhas disse...

Nunca vi esse programa, mas vou estar mais atenta. Acho que irei dar umas boas gargalhadas :)

Estrelinha Sónia disse...

já só faltava fazerem um referendopara ver se o nome passava ou não... Haja paciência...
E concordo contigo, é uma decisão para ser tomada a dois (ou quanto muito pedir ajuda aos padrinhos).

Quel* disse...

Há gente muito estranha neste mundo!

Moa disse...

enfim...há programas para tudo.

medusa disse...

americanices!!