segunda-feira, 7 de abril de 2014

Ter irmãos é uma coisa para a vida, certo?

Sou filha única. Infelizmente. Lembro-me de andar anos e anos a pedir aos meus pais um irmão ou irmã. Nunca gostei de ser filha única. Sendo a prima mais velha, lembro-me de brincar com os meus primos pequeninos, em que eu fazia de conta que eles eram meus irmãos e lá ia eu tratar deles e andar com eles ao colo, na esperança que um dia, de facto, a cegonha se lembrasse de trazer um mano para mim. 


Sempre que eu "reclamava" por ser filha única, diziam que assim eu não tinha de me chatear com ninguém, dividir os meus brinquedos, etc. 
Eu nunca vi nisso vantagens. 
Felizmente considero que não padeço de alguns estereótipos associados a "filhos únicos": sei partilhar, por vezes até demais. E ter para mim uma irmã/irmão seria uma enorme companhia hoje em dia. Confesso que gostava imenso de saber o que é ter uma irmã ou irmão, uma pessoa em quem eu pudesse confiar plenamente, uma pessoa a quem eu facilmente diria "vais ser a/o madrinha/padrinho da minha filha".
Acredito que ter irmãos faz de nós pessoas diferentes. E sei que não quero que a minha Pimentinha seja filha única, mesmo que me digam que a vida pode estar difícil e que hoje em dia ter dois filhos já é considerado uma "pequeno ato loucura" [para mim não é].

Há pessoas que podem aparecer na nossa vida a quem nós chamamos de "irmãos" devido à cumplicidade que se vai criando, mas não é a mesma coisa. Irmão é coisa para a vida. E eu tenho tanta pena de não saber o que isso é.

20 comentários:

Miss Purple disse...

Pois... eu tenho 2 irmãos e só tive pena de não ter idade como eles tinham. Há diferença de 12 e 10 anos e entre eles 1 ano e meses.
São para a vida, claro.
O que importa é que tentes que não aconteça isso ao baby. E se a vida está má, mas se vocês virem que conseguem, força nisso :)

Estrelinha Sónia disse...

Eu tenho 4 irmãos e não imagino a minha vida sem eles... Beijinho

Mary_Chocoholic disse...

Também sou filha única e percebo perfeitamente o que estás a dizer!

CS disse...

Espero que mantenhas esse pensamento depois de nascer a tua pimentinha. Já vi muitos discursos mudarem depois do primeiro.
Todos têm a ganhar quando existem irmãos na família :)

♥Cat disse...

Eu tenho um irmão e é o meu melhor amigo. Não quer dizer que partilhemos tudo da nossa vida mas temos uma cumplicidade só nossa e contamos incondicionalmente um com o outro.

Opinante disse...

Se um dia for mãe, não terei de certo só um filho, espero.

Catarina disse...

Eu tenho uma irmã e um irmão e por vezes temos aquelas guerras normais entre irmãos, mas quando estamos muito tempo sem nos vermos (porque por algum motivo algum vai para fora) ficamos a ressacar até estarmos juntos novamente!
Irmão é mesmo para a vida! :)
Beijinho*

Flor Guerreira disse...

Pois eu também sou filha única. E detesto, detesto mesmo. E se vou entendendo os arrufos entre as minhas Minis por ainda serem pequenas, não entendo as zangas entre irmãos. Mas a minha mãe está sempre a dizer "Amor de irmão, amor em vão!"

mmm´s disse...

Ter uma irmã é simplesmente maravilhoso... Ter um irmão acredito que seja, igualmente.
Não imagino a minha vida sem a minha irmã:-)))))

Hibiscus disse...

Eu tenho uma irmã e estou sempre a dizer que quero ter dois filhos porque sei bem a companhia que um irmão ou irmã fazem :)

Eva Luna disse...

O meu namorado tb é filho único e ele partilha o mesmo sentimento.

by me with love disse...

Sem dúvida, não podiamos estar em mais sintonia!!COincidÊncia, or not ;) já publiquei o resultado da tattoo, isso vai explicar um bocadinho o teu post ;) vai espreitar :) kiss

C*inderela disse...

Devo ser a filha única que não se queixou do facto de não ter tido irmãos e nem pensa em ter mais do que um filho (se tiver um já é bom!). Mesmo sendo filha única nunca me senti só, para além de ter primos e amigos que iam sempre lá a casa, gostava de ter os meus momentos a sós. E sempre tive liberdade para sair, para estar com os meus amigos.
Como ser mãe não é um sonho para mim, daí dizer que se tiver um já é bom! Pode ser que mude! Mas eu e os meus pais somos filhos únicos porque os irmãos de todos os meus avós não se dão bem uns com os outros, LOLOL. Irmãos=dores de cabeça na minha familia.

Bjokas*

Suricate disse...

Pertences à pequena percentagem que pensa assim:) e ainda bem:). Lá em casa era ponto assente vindo o primeiro...teria de vir pelo menos o segundo:)

Por outro lado...também há os irmão que não se dão toda a vida e com quem não se pode contar...é o meu caso. A minha melhor amiga é mais minha irmã, que a minha irmã.
Já no caso das minhas filhas:) por enquanto não se imaginam a viver uma sem a outra:)

jinhoooooossssss

ModaElegânciaEstilo disse...

Também sou filha unica. Gostava de ter tido irmaos. Como cresci rodeada d primas nunca me senti só, os meus pais sempre me fizeram sentir bem, nunca senti aquela falta. Porque eles sempre ocuparam o lugar de tudo. Para mim claro, sao os melhores...e muita gente me diz, que tenho uns pais maravilhosos. E sinto tanto medo de os perder um dia... Acho q aí sim, vou ter falta do apoio de um irmão...

Beijinhos

Sem açucar, se faz favor - disse...

Também sou filha única e durante muito tempo também pedi um irmão... mas depois passou =)

Fiquei com a certeza de que quando tiver filhos não me vou ficar pelo único =P

Princesa Jasmine disse...

Se calhar sou das poucas pessoas que nunca pediu um irmão. Apesar de ter primos com idades próximas da minha, nunca senti necessidade de pedir. Se calhar porque como a minha mãe não queria também me passou um "pouco ao lado."

Outra Maria disse...

Eu tenho 4 irmaos e somos todos desligados uns do outros... a melhor epoca foi mesmo em criança, mesmo com as nossas brigas eramos unidos, agora em adultos parecemos uns desconhecidos... por isso nao é mau ser filha unica... a minha filha é e será e ela nao se queixa... e também sabe partilhar e ser afectuosa. Mas ás vezes custa-me ve-la a brincar sozinha mas ela nao se importa. E agora tb ja nao posso ter mais bébés... mas posso sempre adoptar... mas hoje em dia criar um filho exige imenso, é tudo muito caro e as ajudas sao poucas, no meu caso. beijinho

[B] disse...

Eu tenho pena de ter os irmãos que tenho... São mesmo marca merda e preferia sinceramente não ter irmãos nenhuns. Mas tenho pena de não saber o que é uma família unida!!

Anónimo disse...

Eu também tive o mesmo sonho que tu. Também pedi muito um irmão e imagino a cumplicidade e a ligação que existiria se tivesse um. Agora vem a parte que é diferente: tenho uma irmã. Uma irmã mais nova que amei desde que nasceu, a quem peguei ao colo e segurei forte pela mão para que não fugisse ou se perdesse. Mas essa irmã afastava-me, maltratava-me, não queria conviver comigo, zangava-se se tivéssemos amigas em comum e elas mostrassem gostar de mim, destruía os meus brinquedos, fazia queixinhas à mãe, inventava que eu fazia coisas que não fazia, esboçava sorrisos quando eu sofria ou apanhava. Não foi nada do que podia ter sido. E talvez por isso tenha permanecido o desejo de ter um mano. Simplesmente achei que a ter existido este teria feito a diferença.

Por vezes ter o que se deseja pode ser um pesadelo... Claro, a família conta muito e minha mãe contribuiu para a desunião familiar, fazendo também ela intrigas e distinções entre as filhas. Só muito recentemente é que comecei a sentir pela minha irmã uma certa indiferença. Ela é uma pessoa egoísta e manipuladora. Quem a acaba de conhecer não o imaginaria, mas é.