quarta-feira, 7 de maio de 2014

Os esquecimentos.


A caminho do trabalho, logo pela manhã, percebi que no pulso não tinha relógio. Tinha-me esquecido dele em casa. Ainda ponderei voltar para trás mas não queria chegar atrasada. 

"Aguento um dia sem relógio", pensei eu para os meus botões. 

Aguentei mas não é fácil. 
Houve tempos em que me desabituei a andar de relógio, mas de há uns anos para cá, é daquelas coisas que não prescindo. E pensam vocês, "então ias ver as horas ao telemóvel". Pois, mas no meu trabalho, telemóveis é coisa para se usar em último recurso, quando se está a desfalecer ou coisa do género. Vai daí hoje senti-me meia perdida, sem conseguir controlar bem o meu trabalho e o trabalho dos meus miúdos. 

E é em dias como os de hoje que chego à brilhante conclusão que andamos reféns do tempo. Gerimos a nossa vida em função das horas, das tarefas que temos para fazer, dos prazos que temos de cumprir. E eu (por vezes) sinto-me demasiado refém disso. Mesmo parecendo uma contradição, talvez me fizesse bem esquecer o relógio, pelo menos ao fim de semana. 

 

14 comentários:

disse...

Eu sou completamente dependente de horas, porque sou uma control freak,lol, mas tanto recorro ao relógio como ao telemóvel :)

Flor Guerreira disse...

Eu não vivo sem ele, confesso.

Pequeniña disse...

Eu também ando sempre com o relógio porque tendo pacientes diferentes a todas as horas, tenho mesmo de controlar o tempo. Mas enquanto trabalhei nas termas, nunca andava com o relógio e sabia-me super bem não ter este controlo!

mmm´s disse...

Para mim o relógio é absolutamente indispensável, não o ter é como andar despida. Naturalmente, nas férias condigo desligar-me do tempo cronológico... Fira disso, sou uma também uma refém desse tempo.

Hibiscus disse...

Somos mesmo refens das horas, mas é impossível não controlar ou melhor não nos deixarmos controlar pelo tempo.

♥Cat disse...

A mim também me custa imenso andar um dia sem relógio. Relógio, brincos e telemóvel: coisas essenciais!

Catarina disse...

Sou exactamente igual... Parece que, quando saio sem relógio, deixo uma parte de mim em casa... Enfim! Uma pessoa passa o dia a olhar para o pulso e a ver que falta lá qualquer coisa...! :P
Beijinho*

Choques Rosa disse...

Eu por acaso desabituei-me a andar de relógio e agora faz-me confusão quando coloco um! É tudo uma questão de hábito :P

Wendy disse...

Concordo totalmente contigo. E também não dispenso o meu relógio de pulso :)

Eva Luna disse...

Eu por acaso não tenho esse hábito :)

Blue Sugar disse...

Eu por acaso já há anos que não uso relógio, desabituei-me completamente. Mas sou uma refém do tempo porque também volta e meia lá tenho eu que espreitar as horas, seja lá onde for :) beijinho*

Joanna disse...

Tens toda a razão, hoje em dia temos horas para tudo! Eu também me sinto esquisita se não souber que horas são, mas sinceramente faço mais uso do pc ou do telemóvel para ver as horas do que do prórpio relógio xD

C*inderela disse...

Eu não uso relógio, costumo ver no telemóvel.

Carmo disse...

Sair de casa sem relógio só mesmo em caso de esquecimento, o que quando acontece é horrível, nunca sei as horas e quando se pensa que já é uma certa hora ainda não o é...
Relógio no pulso, sempre (: