quinta-feira, 10 de julho de 2014

Uns acham que é preciso ter coragem. Eu cá acho que é preciso ter pouco juízo.

Todos os anos é a mesma coisa. Na festa de São Firmino, em Pamplona, milhares de pessoas põem-se em frente aos touros que correm desenfreados pelas ruas daquela cidade espanhola. E há imensos turistas que lá vão para fazer parte desta grande festança. 




Pois que eu, sempre que vejo imagens deste festival na televisão, fico com cara de quem nunca na vida me apanhariam lá. E eu não gosto muito de usar a palavra "nunca" mas acho que é daqueles eventos que não me atraem minimamente por diversos motivos: o perigo é mais que óbvio. Já morreu gente nestas corridas, já muita gente foi parar ao hospital, mas dizem que é a tradição. Os touros depois são mortos e o povo fica contente. Recebe-se muitos turistas à conta disto. E o turismo agradece. 

Mas vamos lá pensar, como gente grande: é divertido ir à frente de um touro (aliás ao que parece são 6) a correr feito maluco para não levar uma chifrada de um animal que pesa toneladas? 
Isso é mesmo divertido?! Ou será um ato de pouca racionalidade?


6 comentários:

Catarina disse...

Eu também não gosto nada... :S

Um Mundo a Três disse...

Eu não tenho pena nenhuma quando os acidentes acontecem nestes casos. Acho uma verdadeira estupidez!

Wendy disse...

Também não compreendo o objectivo deste género de eventos! Acho horrível!

milkadreams disse...

Eu também não acho piada nenhuma e por isso no outro dia fiz essa pergunta a uma pessoa que gosta dessas coisas e respondeu-me que era por causa da adrenalina.

Linhas Cruzadas disse...

Já somos duas...

Paula disse...

Eu também não consigo entender.
Nem isto nem as touradas.
Quando o azar acontece, só consigo pensar, foram para lá porque quiseram...
vidademulheraos40.blogspot.com.