quinta-feira, 4 de setembro de 2014

O mundo laboral nem sempre ideal


Já lá vão quase seis anos a trabalhar a recibos verdes. 
Não sei o significado da palavra "contrato". Sempre foram estas as condições que me apresentaram nos três empregos que já tive até agora. E uma pessoa acaba por ter de aceitar certas condições ou então, fica em casa a ver passar navios. 
Se tenho esperança de um dia ter um contrato de trabalho? Honestamente? 
Não. Já passei a fase das ilusões. Neste momento já estou mais que conformada, já passou a fase em que eu achava que um contrato era uma segurança maior. 
Trabalhar a recibos verdes é quase que desconhecer o dia de amanhã. Sei que estou bem no local onde trabalho atualmente mas ninguém sabe o dia de amanhã. E é com alguma satisfação que vejo estas notícias.
A verdade é que até agora se por algum motivo ficasse sem trabalho, nem direito tinha a subsídio de desemprego. E ando eu a descontar para quê? 
Espero honestamente que esta nova lei venha efetivamente salvaguardar todos aqueles que não estavam protegidos caso ficassem sem trabalho. Tem as suas condições: 80% dos respectivos rendimentos têm de ser maioritariamente provenientes de uma única entidade e a pessoa tem de estar a trabalhar em exclusivo neste regime de RV. 
Além disso, a entidade contratante tem de cumprir as suas obrigações contributivas, descontando 5% do montante anual dos serviços do trabalhador independente em, pelo menos, dois anos civis. E os trabalhadores independentes que queiram receber este subsídio terão que ter, pelo menos, 24 meses de contribuições.

Há sempre os "ses" mas pelo menos, a luz está ao fundo do túnel. 

8 comentários:

Miss Purple disse...

É melhor do que nada, sem dúvida, tendo esses se's.
É que uma pessoa trabalha trabalha e às vezes para nada. E os contractos ou estar efectivo não faz nada. Nada é seguro... Portanto boa sorte querida :)

Hibiscus disse...

Nada é seguro hoje em dia. Mas espero mesmo que as coisas mudem para melhor. Que venha a luz no fundo do túnel :)

Timtim Tim disse...

Espero bem que se torne uma realidade.

FME disse...

Compreendo o desassossego em que vives :| de facto há falta de legislação nestas matérias.

Cisca disse...

Depois ainda há as situações dos "falsos recibos verdes" em que devia ser reconhecida a existência de um contrato de trabalho e não é. O ano passado saiu uma lei para combater esta situação mas o problema parece-me que é de mentalidade e não teve grandes efeitos..

Sofia disse...

Ainda não me iniciei nessas andanças, mas sempre que oiço falar em recibos verdes, assusto-me.
Mas pronto, uma pessoa quando precisa, aceita "qualquer" coisa.
Espero que continue a correr tudo bem, pelo menos.

Choques Rosa disse...

O problema é que hoje o nosso país está todo precário!!

mmm´s disse...

O trabalho a recibos verdes é o sistema mais injusto em termos laborais. Por isso, acho mais que urgente uma revisão desse estatuto laboral.