sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

O Natal também tem coisas engraçadas (mas que afinal nem têm grande graça...)

  • A Pimentinha recebeu, de um familiar, uma boneca que esteve guardada numa caixa mais de vinte anos (e como nós descobrimos isso? Loooooooonga história!). 
  • Recebemos uma caixa de chocolates suíços cujo prazo de validade terminou em 2013. 



18 comentários:

Leonor disse...

Em relação à primeira, se a boneca estava em boas condições e eles assumissem que era usada e não tentassem dar a ideia que era boa, nem acho muito mau. Já em relação à segunda, é muito mau.

Pirata disse...

Lol

A Pimenta* disse...

Leonor a questão é que não assumiram que a boneca tinha esses anos todos. A embalagem por si só denunciava os anos....

Miss Purple disse...

Ai credo .. a sério?
-_-

Leonor disse...

Então já acho muito mau..

Bella Condessa disse...

ahahahhah essa dos chocolates ahahahahha matou-me!!

ML disse...

lolol que tesourinhos!

Morning Dreams disse...

Só prendas vintage! xD

xoxo, Sofia Pinto

Morning Dreams

Linhas Cruzadas disse...

A da boneca é de ter medo!!

Paula disse...

E o prato "decorativo" que recebi da minha sogra?
Felizmente estava partido!
vidademulheraos40.blogspot.com.

mmm´s disse...

Produtos vintage...:-))

Tulipa Negra disse...

Pensa positivo, assim já não comes os chocolates =P

Diana Machado disse...

a segunda fez-me rir, a primeira fez-se só ficar MUITO curiosa, agora quero saber a longa história :P ahah

[B] disse...

Opa a sério que cena... :(

espiguinha disse...

Oh a serio? Há gente sem noção...

FME disse...

Ahah épico :') essa dos chocolates já me aconteceu. A boneca, é vintage, bem fixe!

C*inderela disse...

Há pessoas para tudo!

Portuguesinha disse...

FONIX!

Leste o meu post sobre presentes de natal? É que parece. Claro, de forma mais suscita disseste tudo.

A caixa de chocolates ao menos devia ter o prazo a expirar em 2014! Porque todos os chocolates têm a data de sensivelmente um ano. isso quer dizer que essa já nem do Natal passado é.

Quanto à boneca, isso depende. Se for antiguidade, de for preciosidade. E por preciosidade não quero dizer o valor monetário mas o emocional. Não acho que tudo o que é NOVO é que é "de presentear" mas, claro, esta "cena" de RECICLAR presentes está a tornar-se RIDICULA!