segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Encher chouriços.

Alguns dos meus meninos do 4º ano tiveram, como trabalhos de casa de férias de Carnaval, entre outras coisas, um sudoku para fazer. 
Pois bem, primeiro eles nem sabiam sequer fazer um sudoko. 
Lá expliquei. Mas fiquei com a sensação de que nada perceberam, afinal estamos a falar de miúdos de 9 anos. 

Eu: Então J. porque colocaste aqui o 3?
J: Então, o 3 pode ser aqui.
Eu: Pois pode, mas também pode ser aqui, aqui e aqui. E depois un número mal colocado, condiciona todo o restante racionício. 
 
Tendo em conta que tinham mais tpc's, lá lhes disse para não pensaram mais naquilo, que eu ia olhando para ver se descobria, pelo menos, alguns números e depois eles finalizariam. 
Pois bem, apercebi-me depois que aqueles sudokus eram de grau de dificuldade elevada. Nem sequer era de nível básico (fácil). Levei algum tempo a fazer metade do raio dos sudokus. Depois e, como há mais meninos e muitos tpc's para explicar e corrigir, lá tirei uma cópia e trouxe-os para casa, para com mais calma e tempo, olhar para eles. O Apimentado acabou por os ter de fazer, levando para isso quase 1 hora. 

Resumindo e concluindo: num ano de exames nacionais, como é o 4º ano, porque raio uma professora dá sudokus de grau elevado de dificuldade a miúdos de 9 anos, em vez de lhes pedir para fazerem provas de preparação para os exames, que não tarda nada estão aí?

Escusado será dizer que tenho a certeza que nenhum miúdo fará aquilo sozinho. Tenho a certezínha que serão os adultos a ter de os solucionar. 

Não sou contra os tpc's, desde que ajudem o aluno a aprofundar o que dá nas aulas. Agora tpc's para "encher chouriços" é que não! Não os ajuda a evoluir, a tirar dúvidas e a ganhar confiança. São os chamados tpc's para inglês ver.  

8 comentários:

medusa disse...

que estupidez! Que o sudoko ajuda no raciocínio matemático já todos sabemos, mas convém que as crianças percebam o que têm que fazer. Realmente mandar fazer assim do nada não tem jeito nenhum e se a dificuldade era elevada vai ser mesmo como tu dizes, não vão ser as crianças a fazê-lo.

FME disse...

Mesmo... Coitados dos miúdos

Miss Purple disse...

Olha que realmente .. é cada ideia senhores!

Nany disse...

O sudoku é negraçado sim, mas dá sensação que nem sequer existiu a preocupação com os miudos e a sua aprendizagem.
Por cá temos uma ficha de cada, dos seus livros e mais anda. As recomendações de leitura e ortografia são sempre as mesmas.
Bjs

Tanita disse...

Já eu sou completamente contra aos tpc's.

Tanita disse...

Já eu sou completamente contra aos tpc's.

estrela disse...

eu achei uma ideia engraçada do sudoku!

Anónimo disse...

Não sei se é professora de formação ou não, mas este post é assustador e representa infelizmente o pensamento dominante das escolas portuguesas.
Ai vamos ter exames? Então vamos por os alunos a repetir over and over exercícios semelhantes para os treinar e poderem tirar boas notas, independentemente de estarmos a desenvolver o seu raciocínio e competências. É por termos as escolas com objetivos focados nos exames e testes e não no verdadeiro desenvolvimento do aluno, que o sistema educativo está como está.
O sudoku parece-me uma ótima ideia para tpc, pois permite trabalhar competências que nem sempre são possíveis na sala de aula. Esses tais exercícios de aprofundamento que fala são importantes e por isso mesmo não devem ser delegados para tcp, onde não se sabe como a criança os realiza.
Não estou com isto a defender a professora, pois deveria ter informado aos alunos como resolver um sudoku e ter tido mais atenção na seleção do mesmo. Mas como professora, pensamentos destes deixam-me revoltada e obrigam-me a comentar...

Espero que ajude à reflexão.

Bárbara