quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Aparências

No outro dia estava a almoçar com a minha patroa e uma colega de trabalho quando a primeira começa a falar da cunhada. Disse cobras e lagartos da mulher do irmão, da mãe da cunhada, foi um cortar na casaca de cima a baixo. Nestas alturas eu penso que há coisas que não precisava de saber, como por exemplo que a cunhada e o irmão dormem em camas separadas desde que se casaram and so on, so on.  

O que mais me chocou nisto tudo foi saber que quando estão juntas (e eu já as vi juntas) parece tudo um mar de rosas, mas depois ali, naqueles breves minutos, foi uma sessão de escárnio e mal dizer acerca da dita cunhada, pessoa que eu só conheço de vista apenas.

Ora bem, já não basta ter pessoas a falar mal das outras nas suas costas, no trabalho, em círculos de suposta amizade, etc. Mas depois até na própria família há intrigas e mal dizer. 
A minha família está longe de ser perfeita. Mas prefiro a minha família do esta família chique (como é o caso) em que é tudo muito etiqueta, gente de salto alto e roupas de marcas. Dão-se todos muito bem, só que é tudo aparência. Há famílias que vivem da aparência. E isso para mim, não são famílias, são aglomerados de pessoas que apenas partilham laços de parentesco por afinidade, nada mais. 
[Nestas alturas imagino estas pessoas no Natal, todas felizes, à mesma mesa e depois a irem para casa a afiar a língua e a dizer mal, muito mal, desta ou daquela].

5 comentários:

Miss Purple disse...

Tantas e tantas pessoas .. enfim !

FME disse...

Eish que reles :\

Magda E. disse...

é verdade, e é por isso que deixei de me dar com uma tia minha que adorava, mas comecei a cansar-me.. toda pipipi com toda a gente pela frente e vá de falar mal pelas costas. aposto que de mim dizia o mesmo. bahhhhnão há paciência!

MAG disse...

É triste, mas acontece muitas vezes, infelizmente...

Portuguesinha disse...

A falsidade e a inveja é sempre despresível, seja em que família for.