terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Ainda dizem que as crianças são inocentes...

Esta semana provei a mim mesma a teoria de que longe vão os tempos em que as crianças eram inocentes. 

- um aluno do 3º ano levou (mais) um recado para casa no caderno e toca a falsificar a assinatura da mãe (pena que em vez de "Maria de Fátima" tenha assinado "Mara de Fátina" com uma letra obviamente infantil e longe da caligrafia da sua mãe)

- a diretora de turma de um aluno do 6º ano disse que ia ligar à sua mãe visto que o comportamento e notas andam pelas ruas da amargura. Vai daí o moço pôs o telemovel da mãe em silêncio durante vários dias. Mas não adiantou de nada pois a mãe tinha o número da porfessor gravado e viu a chamada. Além disso tinha a caderneta escolar escondida no fundo de uma gaveta do quarto, achando ele que a única forma dos professores comunicarem com pais é através da dita caderneta. Enganou-se. Hoje em dia há telemóveis (mesmo que postos em silêncio) e e-mails. 

Dai-me Senhor, paciência para transformar estes meninos em gente crescida. 

9 comentários:

Miss Purple disse...

Tão pequenos mas cá com uma mente upa upa !

Minnie Me disse...

Não acho que isto seja de agora...
Já no meu tempo era assim. E eu só tenho 24

♥Cat disse...

Com essas idades e já tão calculistas?
Ui...

Maria do Mundo disse...

Os miúdos são levados da breca.

Esperança disse...

Tão novos e já com tanta manha!

Nany disse...

Miudos assim sempre existiram. Notava-se menos talvez. Quantas vezes não tive colegas que falsificavam a assinatura dos pais nos recados, nos testes (eu nunca fiz apenas porque o castigo seria bem pior, preferia sempre apresentar os testes).
Quantos nunca deram os recados para irem às reuniões?
Não, eles sempre existiram, agora tornaram-se foi mais espertos para contornar as formas de os professores contactarem os pais.
Bjs

Magda E. disse...

tb acho que miúdos assim sempre existiram, os tempos são diferentes e as manhas têm de se reajustar, só isso.

[B] disse...

Medooooo!

MariaXL disse...

Também tenho desses! Acho que há muitas gavetas com cadernetas "esquecidas"! :-). Olha, "Amén" ehehehhe