quarta-feira, 30 de março de 2016

Entre o parecer e o ser.

"Queremos muito fazer as coisas bem, esperamos tanto para sermos mães que depois não queremos errar. Além disso, é muita informação, muitas consultas no pediatra, muitas idas ao centro de saúde, muitas amigas em que tudo correu bem, com fórmulas mágicas de dormirem toda a noite, e comerem bem e com muito tempo para namorarem e jantarem a dois muito mesmo tendo 2 e 3 filhos. Eu cá gosto de amigas com olheiras como eu, que ficam de cabelo em pé, que são imperfeitas na sua perfeição de mães, que sentem que o tempo voa, que adoram os filhos mas que têm dúvidas, que fogem ao bye the book e reprovam nas consultas da pediatra." (daqui)

Quando vou a blogues daquelas mães muito fashions ou quando ouço certas mães a falar, sinto-me ET. É que por aqui há cansaço, às vezes há nervos com algumas birras. Há o querer fazer isto ou aquilo e não conseguir. Mas depois sei que há muita realidade para além do que as pessoas passam cá para fora. E o texto acima prova isso mesmo. 

3 comentários:

Gorduchita disse...

Por causa das coisas é que eu praticamente não sigo blogues de maternidade... Que eu sou imperfeita já eu o sei, não preciso de gente a chapar-me isso na cara com as suas vidas ditas "maravilhosas".

AMOR XXS disse...

Eu sou daquelas que não digo que tudo são rosas mas também não me posso queixar muito, até à data saiu-me um bebé calminho na rifa. Mas eu sou daquelas que não acredita na perfeição, muito menos no que toca à maternidade, tudo são fases, tudo depende do feitio dos bebés e dos pais.

Beijinhos.

CS disse...

Oh... obrigada pela partilha ;) Já vi que também pertence ao meu grupo de mães ;) Agora vamos a um blogue perfeito e sonhar um pedacinho :)
Bj