sábado, 23 de julho de 2016

Não fui eu que escrevi, mas poderia ter sido.

"Os filhos mudam tudo. Todos sabemos. Mesmo aqueles que ainda não são pais nem aquelas que ainda não são mães sabem que um filho muda tudo. Podem pensar que não, que isto, que aquilo, porque esta teoria blá blá e a outra blá blá... e que comigo vai ser diferente e blá blá blá... Mas um filho muda tudo. Ponto. (...) Mas falta de tempo para mim como mulher, e para "nós" cá de casa como casal, são as coisas que mais me custam nesta coisa da maternidade. (...) E muitas são as vezes que me sinto perdida, e não sei o que fazer mais para ganhar de novo esse tempo. (...) esta gestão casal\filhos\família\momentos-a-dois é das coisas mais complicadas de gerir. Quais grandes empresas quais quê, esta gestão familiar é "o" grande desafio." 
[roubadinho daqui]

O título deste post diz tudo. Não fui eu que escrevi isto mas sim a ML. Mas ao ler isto, foi impossível não me identificar com tudo o que foi escrito (a  única diferença é que eu ainda tenho uma filha, enquanto que a ML tem dois príncipes lá em casa). 
Sim, sinto muita falta de tempo para mim e, acima de tudo, para nós casal. E saber que posso apenas contar com a minha sogra para ficar com a Pimentinha agrava a situação. Ela já fica na avó durante a semana uma infinidade de horas, pelo que não me sinto bem em deixá-la mais tempo lá porque não quero sobrecarregar a pessoa que mais me ajuda na educação da minha filha... 
Quem disse que ser mãe era um mar de rosas? 

6 comentários:

Isabel disse...

Faço a mesma pergunta que fiz no post da ML: vale a pena todos esses sentimentos menos bons associados à maternidade? Vale a pena quando comparado com o que se "perde"?

Minnie Me disse...

Desde que trabalho na creche que sinto que a minha vontade de ser mãe se... esvaneceu :/
Beijinho*

CS disse...

Isabel, vale a pena! Vale muito a pena. A mudança não é só por causa dos filhos, temos nós adultos que saber gerir a mudança e nem sempre sabemos ou levamos muito tempo a aprender. Contudo, ter filhos não é imperativo de todos os casais, nem tem de ser. Cada um saberá... vale muito a pena ;)

ML disse...

A Pimenta*... saber que pensas o mesmo, faz-me ter mais certezas que estamos todas ou quase todas no mesmo barco. A tentar equilibrar as coisas, a fazer a melhor gestão que nos é possível! :) Ganhamos muitas coisas mas inevitavelmente perdemos outras...

Gorduchita disse...

É uma luta diária, tentar alcançar esse equilíbrio. Não é fácil, de facto! Nada fácil!

Eva Luna disse...

Imagino que será tão difícil fazer essa gestão afinal estamos sempre condicionados a cada passo que damos... pela responsabilidade, pelo dever de estar presente, para garantir segurança, educar, etc. etc. que nem quero imaginar-me nessa situação. Fazer toda essa gestão é, para mim, inimaginável uma vez que não me poderei socorrer de nenhum familiar. Se tens a tua sogra perto já imagino ser uma enorme ajuda.