segunda-feira, 25 de julho de 2016

Quando precisamos de ajuda, o melhor mesmo é aceitar que precisamos de alguém.

Ando numa fase em que sinto o desgaste a apoderar-se de mim. É ansiedade por tudo quanto é lado, ando numa fase em que sou uma torneira aberta pronta a desatar num choro por coisas que às vezes nem eu percebo como me afetam. E porque senti que estava a entrar numa fase limite, decidi procurar ajuda. Sabia e sei que psicólogos não são para gente maluca. É para pessoas que, como eu, andam na corda bamba. O trabalho anda a tomar conta de mim e da minha mente pouco sã neste momento. E há coisas que não podemos deixar de aconteçam. É bom ter trabalho mas não é bom quando ele se apodera de nós. 
E por isso, fui na semana passada, pela primeira vez, a um psicólogo. Não sabia o que esperar da consulta mas posso dizer que foi uma otima decisão: ter postos os pés ao caminho e procurar ajuda. 
Preciso de moldar e aprender a viver com aquilo que sou. Não vou mudar de repente, mas tenho mesmo de aprender a controlar as minhas emoções. 
Se é fácil? Não é. 
Se sei como vou fazer isso? Para já, não sei. Para já. 



7 comentários:

Gorduchita disse...

Acho que fizeste muito bem! Saber quando pedir ajuda, é um passo essencial!
Que consigas fazer a transformação que sentes que precisas!

CS disse...

Boa! Dentro de nós estão sempre as soluções dos nossos problemas. Às vezes é preciso que alguém exterior à nossa vida nos ajude.
Nunca fui a nenhum mas acredito que são profissionais bastante válidos e muito úteis na sociedade atual. Tudo corre muito veloz, criamos expectativas muito altas em tudo, exigem demasiado de nós e exigimos demasiado dos outros. É preciso parar, respirar e procurar novas formas de agir.
Tudo vai melhorar, de certeza.
bj

Joana disse...

Acho que fizeste muito bem. Eu acredito que todos deveríamos ir ao psicólogo de vez em quando, como quem faz check-ups de saúde. É pena ser tão caro e como tal inacessível a muita gente. Beijinho e força.

Sarah in Wonderland disse...

Fizeste muito bem :) Eu sou psi e acho que ainda é a única área da saúde que realmente tem em consideração o ser humano e as suas características e emoções, em vez de entupir as pessoas com medicamentos.
Uma beijoca

ML disse...

Fizeste lindamente. Nunca fui, mas são muitas vezes que me obrigo a parar. Parar, pensar, redefinir, aprender, mudar. Mas não é nada, nada fácil. Vai partilhando nas medidas do possível a tua experiência. um dia ainda tomo eu esse passo.

Beijinhos

[B] disse...

Fizeste muito bem. Eu se pudesse faria o mesmo. Acho muito sensato pedir ajuda quando começamos a sentir que podemos perder o controlo das nossas emoções.
Vai correr tudo bem e irás consulta após consulta sentir-te melhor. Já andei em consultas há uns 5 anos e fez-me muito bem. Beijinhos

São Gémeos disse...

Querida o primeiro passo é reconhecer que se precisa de ajuda. Um abraço apertado,
beijinho