quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Porque hoje arrancou o ano letivo por aqui.


Por estes lados, hoje iniciou-se a sério o novo ano letivo. E eu, trabalhando num centro de estudo, posso dizer que voltaram os meus dias de ficar com o cabelo em pé.
Estou numa fase em que me encontro totalmente descrente face ao ensino em Portugal. Quero muito acreditar que há bons profissionais nesta área, há boas escolas mas a verdade é que só me chegam às mãos casos complicados. Casos que me fazem pensar como é possível o ensino estar assim. 
Tenho alunos no 3º ano que mal sabem ler. Escrever nem se fala. 
Tenho alunos no 3º ano que não conseguem dizer os números até 20 de forma sequencial. Que não sabem que o 1 e o 5 juntos representa quinze. Que contam pelos dedos para saberem quanto é 7+9.
Tenho alunos que chegam ao 4º ano sem saberem fazer contas e que para ler, quase que juntam sílaba a sílaba. 
Tenho alunos que chegam ao 5º ano com dislexia evidente e a professora da escola primária nunca alertou os pais para tal. 
Tenho alunos que têm pais piores que eles. 
E isto são alunos do ensino público e do ensino privado. Nesta zona, nenhum é melhor que o outro.

Bem sei que há alunos de topo. 
Há alunos aplicados e responsáveis (hoje os alunos chegam ao ensino básico sem saber o que a palavra responsabilidade significa). 
Mas estes casos não me chegam. Só me chegam alunos que precisam de mim ao lado deles a tempo inteiro. Totalmente dependentes. O problema é que tenho uma sala cheia de alunos para gerir e uma patroa que só vê cifrões à frente. O problema é que há dias em que tenho a sensação que não chego a todos. 
Mas o que digo a mim mesma todos os dias é isto: faço o melhor que sei. Super mulheres não existem. 


6 comentários:

Anónimo disse...

Há quem pense que isso não é assim. Inclusive pais que fecham os olhos aos problemas dos miúdos. Na maioria das vezes nem é por falta de dinheiro mas sim porque dá trabalho.

Bom trabalho

Cisca disse...

Força só falta um ano para as férias! ;p

Minnie Me disse...

Hello :)
Força para mais um ano letivo :)
Beijinho*

Nany disse...

Tantas são as variáveis que nada digo. Na escola do meu filho existem professores que mandam os miudos para os psicólogos no 1º ano e para os explicadores também.
Temos pais que querem os filhos nos quadros de honra no 2º dia de aulas.
Acho que hoje em dia se considera que as escolas têm de dar educação aos filhos e não os pais. Nada mais. Para mim isso é do amis errado que existe. Quem me dera poder estar às 15h na escola para ir buscar a miuda e o mais novo, estar com eles e depois ir buscar o mais velho consoante o seu horário de saida. bem melhor enquanto família para mim. Mas não dá e lá tenho os ATL's para estarem com eles nos entretantos....
Força, que super mulheres não existem, só na ficção.
Bjs
Nany

Gorduchita disse...

E enquanto fizeres o melhor que sabes e podes, mais não te se pode exigir!

A escola está a ficar corroída pela desvalorização dos professores e pelas políticas voláteis e absurdas dos governos... Não vejo luz ao fundo do túnel mas, pode ser que um dia alguém abra os olhos...

MSPE disse...

Nem imaginas como me entristece ler isto.
Força para ti, e continua a dar o teu melhor, se todos o fizessem não tinhas essa trabalheira toda.