terça-feira, 22 de novembro de 2016

O booom que é as festas de aniversário com os amigos quando ainda se é criança.

A primeira festa de aniversário onde contei com a presença de amigas minhas foi quando fiz 15 anos. Até lá, o meu aniversário sempre foi festejado apenas em família. 
Hoje em dia, tudo é diferente, Há pais que me dizem que os filhos têm 2 ou 3 festas de aniversário por mês. E no orçamento doméstico também entram os custos com prendas para colegas.

Efetivamente, o mundo das festas de aniversário está para ficar. 
Este sábado fiz uma festa de aniversário para crianças que tinham entre os 3 e os 4 anos. Sim, eu também faço festas de aniversário no local onde trabalho. Para além de professora, também sou animadora. E nunca tinha feito festas de crianças tão novas. 
Se gostei? Sim. Gostei muito mais de fazer esta festa do que de crianças com 8, 9, 10 anos. 
Mas enquanto estava a fazer as pinturas faciais naquelas meninas, dei comigo a pensar que a minha filha, com quase 2 anos e meio, arrisca-se a daqui por mais um ano e qualquer coisa, a chegar a casa com convites para ir a festas de colegas. 
No meu tempo, quando se tinha 4 anos, a agenda social era nula. 
Agora? Agora são outros tempos. 

p.s. E a vantagem, a meu ver, destas festas para o aniversariante é a quantidade astronómica de presentes que se recebe. Na festa que fiz, foram 22 miúdos. Cada um levou um presente, pois claro. Imaginei desde logo um natal antecipado para a aniversariante. Abrir em casa 22 presentes é digno de chamar-se "natal antecipado".


2 comentários:

MSPE disse...

Pois... a minha tem 5,está no auge dos convites para festas. e parece-me que a miúda ainda por cima é popular, porque já fui a vários em que ela era das poucas convidadas da salinha dela. e como se não bastasse, os antigos coleguinhas, (saiu de lá há dois anos) ainda não a esqueceram e ainda este sábado foi a mais um aniversário desse lado.

AMOR XXS disse...

Já a minha prima diz o mesmo, a miúda foi para a creche e já tem uma vida social muito agitada (e a carteira dos pais muito mais depenada!).