domingo, 15 de janeiro de 2017

Essa coisa da bimby.

A Bimby sempre exerceu algum fascínio sobre a minha cabeça. Uma máquina que, ao que dizem, faz maravilhas. Mas o preço nunca me agradou e nunca pensei muito nisso. 
Na semana passada, fui jantar a casa de uma colega de trabalho que comprou no mês passado a tão famosa Bimby. Deu para perceber que é bem mais evoluída do que aquilo que eu pensava. Tem uma pen que vai dizendo os ingredientes e o modo de confeção da receita e uma pessoa orienta-se facilmente. 
Sim, a comida ficou muito boa.
Sim, poupa-se tempo. 

Mas o preço continua a não me agradar e este ano, há que estabelecer prioridades no que diz respeito a gastos. 

Se me perguntarem porque não compro a bimby se há a possibilidade de a ficar a pagar mensalmente durante 4 anos como a minha colega está a fazer, eu digo-vos que essas coisas das prestações cá em casa nunca funcionaram, a não ser para o empréstimo, ao banco, da casa e do carro. 
Tudo o resto, compramos se pudermos pagar na hora. Há pessoas que compram o frigorífico e a mobília do quarto e ficam a pagar a prestações durante não sei quanto tempo. Respeito essas decisões, mas cá em casa quando se compra, é porque se pode. Não há cá 30€ para isto, 40€ para aquilo, 60€ para não sei que mais. 
É que feitas as contas, há famílias com tantos montinhos a retirar todos os meses do orçamento global, que depois pouco fica para o que realmente interessa. 


O importante de tudo isto?
Já vi a modernaça da Bimby a funcionar. Gostei mas vou guardar o desejo de adquiri-la para daqui a uns anos. 




11 comentários:

Um Mundo a Três disse...

O preço da bimby é assustador e admito que se a minha mae não me tivesse oferecido provavelmente não tinha uma. Tenho a bimby desde que me juntei. E não vivo sem ela, dá um jeitao principalmente desde que o T. Nasceu. Tenho a versão antiga e ando a namorar a nova, mas para já ficamo nos pelo namoro. quanto aos creditos penso como tu. Só compro o que posso. Ate nos carros temos pagado a pronto. Infelizmente não deu para fazer o mesmo c a casa :p

Joana disse...

É um bom princípio, comprar quando se pode.

Gorduchita disse...

O princípio deveria ser sempre esse: comprar quando se pode! Mas confesso que volta e meia, lá compramos algo a prestações.
Quanto à bimby... vai espreitando o OLX! Às vezes, aparecem umas por lá! :)

Morango Azul disse...

Ao que ela custa deveria vir com cozinheiro também. Esse montande dá para muitos jantares no restaurante.
Fiquei-me pela Yammi e mesmo assim não lhe denoto muito utilidade... Claro que os doces, principalmete os doces, saem muito bem, mas só compensa se se gostar realmente da cozinha, o que não é o meu caso.

Anónimo disse...

Já disse enumeras vezes, só comprarei a Bimby no dia em que ela for ao supermercado e cortar legumes. Além de correr o risco de passar a cozinhar bem e engordamos que nem uns texugos. Naaaa... ficamos com os meus cozinhados básicos ligth (que a preguiça não dá para mais). Depois ainda acontece como os outros pequenos-eletrodomésticos, têm piada nas primeiras semanas, mas depois dão tanto trabalho a limpar que vão ficando de lado.

A mamã vai casar disse...

É mesmo isso: comprar quando dá para comprar.
Confesso que comprar coisas a prestações também me faz confusão.
Quanto à bimby nunca percebi o fascínio em torno dela até ver uma em ação.
Realmente dá muito jeito. Mas o preço desmotiva-me.
Não estou disposta a dar tanto dinheiro por um robot de cozinha. Pelo menos para já.

Tulipa Negra disse...

Também sou apologista de comprar quando se pode. Mais vale juntar durante algum tempo e pagar logo tudo, do que andar com créditos às custas.

Claro que cada caso é um caso, existem créditos que dificilmente conseguimos evitar, como é o caso da casa e do carro e, eventualmente, algum imprevisto muito grave que possa ocorrer.

♥Cat disse...

Eu também não gosto de créditos e foi a favor de se comprar quando se pode. Comecei este ano a poupança das 52 semanas (http://adosecertademim.blogspot.com/2017/01/tempo-de-poupanca.html) que se calhar pode ser uma ideia para a aquisição da Bimby :)

Coquinhas disse...

Nunca comi nada feito pela bimby mas ainda não sei se gostava de a ter ou nao...assim como assim não a posso ter portanto deixa-la andar na vidinha dela eheh

Robbin Last disse...

¿Está buscando un préstamo? O fue que se negó un préstamo por un banco o una institución financiera para una o más razones? Usted tiene el lugar adecuado para sus soluciones de préstamo aquí! firma préstamo Elina Johnson estamos limitados en dar préstamos a empresas y particulares a una tasa de interés baja y asequible de 2%. Por favor, póngase en contacto con nosotros por e-mail hoy a través de ramzan_help@hotmail.com

asminhasquixotadas disse...

Concordo completamente contigo. Também já namorei muito a Bimby, mas depois fico a pensar que ela pode mesmo fazer tudo, porém mil euros é muito dinheiro (mais ainda agora que estou desempregada). Por enquando vou-me desenrascando bem com as panelas e o processador de alimentos da Kenwood. Mas lá que gostava de ter uma menina dessas a embelezar a bancada, gostava... Fico-me pelos sonhos.

Quanto a isso das prestações, volto a concordar contigo. Pagar um electrodoméstico a prestações, só mesmo se não existir outra opção porque de outra forma não me verão a fazer isso. Ou se tem e se gasta ou fica-se quietinho. :)