quinta-feira, 27 de abril de 2017

Maldita barriga

De há um mês para cá, as restrições alimentares têm sido um pouco esquecidas. Continuo a ter cuidado com o que como, continuo a banir os fritos da alimentação mas há alguns pecados aos quais não tenho conseguido resistir: gelados, gofres, tripas, petit gateau. O bom tempo, à noite, tem convidado a uns passeios e pronto... lá se lixa tudo. 
E o jantar, continua a ser outro problema: chego a casa cheia de fome e uma sopa só não é solução. Vai daí não provo apenas a refeição principal, como-a mesmo. 

Em todo o caso, não panico com isto. A verdade é que gosto muito de comer. Se o jantar estiver mesmo delicioso, acabo por repetir. 
Se ao repetir, tenho fome? 
Não. 
Mas a comida está demasiado boa para ficar-me por um prato apenas. 

O problema no meio de tudo isto?
A barriga. Tudo o que eu como a mais vai para a barriga. Podia ir para as mamas (até que era boa ideia!), ou para o rabo para ver se me enchia as calças, mas não. É TUDO para a BARRIGA. Chiça! 

7 comentários:

Linhas Cruzadas disse...

Sou exactamente igual: vai tudo para a barriga. E eu tb não me importava naaaaad que me fosse alguma coisinha para as mamas!

Gorduchita disse...

Não se pode vacilar um bocadinho que vai logo tudo para onde menos queríamos! É tramado!

J* disse...

Ai quando a comida está no ponto que nós gostamos é tão difícil resistir! O meu problema é mesmo o prato principal. Até me sentir cheia não paro de comer porque me está a saber bem!
E a mim pára-me tudo nas coxas, rabo e anca!! Que desgraça a nossa!

https://jusajublog.blogspot.pt/

A mamã vai casar disse...

Eu também tenho esse problema.
Como ando sempre a mil durante o dia, são raras as vezes que almoço alguma coisa de jeito, depois chego ao jantar cheia de fome e vai tudo...
E sim, tudo para a barriga :(

Um Mundo a Três disse...

Em mim vai tudo para o rabo. Estou como tu, se fosse algo para as mamas não era nada mau.

Ellie disse...

Por aqui é tal e qual! Bem que podia ir para outros sítios, mas não... fica tudo alojado na barriga! E este processo até é rápido, agora o inverso, que é perder barriga... demora uma eternidade! E é preciso penar, não basta só fechar a boca... enfim. Injustiças! :p

Sys Arancia disse...

Cá a mim vai tudinho para as coxas. Odeio.