segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Deve ser da idade, mas há coisas que me custam cada vez mais a ouvir.

O ser humano é capaz de coisas fantásticas, mas também é capaz de revelar o seu lado pior. E talvez seja da idade, mas tenho cada vez menos intolerância com certas pessoas que têm atitudes mesquitas, preconceituosas e que julgam os outros à mínima coisa. 
Sim, já todos nós julgamos os outros numa ou noutra situação e depois percebemos que estávamos errados. 
Mas pelo que vou percebendo, tenho à minha volta pessoas que o fazem constantemente. E isso incomoda-me cada vez mais. Se alguém anda mais em baixo, é "porque a vida lhe corre mal, que não comprasse um carro tão xpto, que não morasse numa moradia tão xpto, assim já não tinha problemas de dinheiro e já andava melhor". 
Mas quem disse que são problemas de dinheiro que justificam o facto das pessoas andarem mais tristes ou em baixo? 

Esta semana, sobre um senhor que perdeu um filho em Fevereiro deste ano, num acidente de mota, alguém disse "Estas pessoas não aprendem nada com a vida, este não aprendeu nada com a morte do filho. Se calhar Deus reservou-lhe isto para lhe ensinar muita coisa". 
Ouvi isto e choquei.
Tenho muito boa impressão deste senhor e quando lhe aconteceu isto, confesso que foi um choque para mim: o filho tinha 24 anos e era alguém que eu via quase todas as manhãs a caminho do trabalho e na altura, chocou-me a imprevisibilidade da vida: num dia está tudo bem, noutro dia sai para ir para um treino de futebol e não chega mais a casa. 
Ao ouvir aquelas palavras parvas pensei no quanto o ser humano pode ser mau: achar que a morte de um filho acontece para ensinar muita coisa a uma pessoa é de alguém muito pequenino na sua essência. Há pessoas que deviam de estar caladas. Sim, há pessoas que caladas faziam um belo discurso. 

7 comentários:

Gorduchita disse...

As pessoas infelizmente julgam muito! Já dizia Jesus "quem não tiver pecados que atire a primeira pedra"! Mas poucos se regem por esta máxima!

J* disse...

É aquela mania de se achar que se sabe tudo sobre todos!
E maldade. Sim também tem de ter maldade, para se fazer um comentário desse género, num tema tão delicado.
https://jusajublog.blogspot.pt/

AMOR XXS disse...

Sabes que a vida se encarrega de retribuir aquilo que nos desejam? Quem ficou contente com o nascimento prematuro do meu filho esqueceu-se que basta engravidar para correr riscos. Que houve! E para que nos aconteça o mesmo basta termos um filho! Que essa senhora nunca aprenda essa "lição", que nunca morda a língua por esse motivo. Há coisas que nem ao nosso pior inimigo desejamos. Mas quem tem mau fundo nunca pensará assim.

Magda disse...

E quando não só julgam como ainda se querem meter na vida dos outros? hmmm hmmm estalo na cara logo!

Um Mundo a Três disse...

Não sei como existem pessoas capazes de pensar uma coisa dessas, quanto mais dizê-lo em voz alta :s

asminhasquixotadas disse...

Isso nem é julgar as pessoas. É ser mau. Ser má pessoa. Não se diz tal coisa de alguém que passou por tal dor. É apenas maldade e é revoltante.

Blogger disse...

There's SHOCKING news in the sports betting industry.

It's been said that every bettor must watch this,

Watch this now or quit placing bets on sports...

Sports Cash System - SPORTS CASINO ROBOT