sexta-feira, 18 de maio de 2018

Ir ou não ir a actividades de exterior quando se tem 3 anos?

Hoje, a minha filha tem o passeio anual do infantário. Vai a uma Quinta Pedagógica a Penafiel. 

Quando a educadora falou desta saída, na reunião, em momento algum ponderei que ela não fosse, ao contrário de alguns pais que disseram logo que os filhos não iam, porque estamos a falar da sala dos 3 anos e acham que são muito pequenos para estas atividades de exterior. 

Eles são pequeninos, eu sei, mas acho que ficar em casa, sabendo que a grande maioria dos coleguinhas ia ao passeio era algo que de certeza que ia marcar a minha filha. Lembro-me bem de uma amiga minha que nunca ia às visitas de estudo, porque os pais não deixavam e o quanto isso a deixava triste.

Por isso, assinei a autorização no papel para a saída sem pensar muito. Esta manhã, a S. saiu de casa toda contente porque ia ao passeio. Não posso negar as minhas inquietações: nunca andou de autocarro tanto tempo, será que vai enjoar? Não vão dormir a sesta, será que depois vai andar bem de tarde? 

Mas tirando esses "macaquinhos", espero que ela adore esta primeira experiência de "visita de estudo". E é nestas alturas que eu penso que ela está a crescer a olhos vistos. Não tarda nada (os anos voam!) estou a comprar os livros para o ensino básico. 

Eles crescem rápido, é um facto. Mas é tão bom senti-los felizes :)

10 comentários:

Ellie disse...

O meu também já foi, pela primeira vez, a um passeio com a escolinha o dia inteiro. Confesso que ainda fiquei indecisa, mais porque desconhecia a organização da escola neste sentido, e também porque ia a escola toda, incluindo pré-escolar e primária. Claro que cada sala era responsável pelos seus alunos, mas... não sei, tinha algumas dúvidas...
Bom, ele foi todo feliz e regressou mais feliz ainda. Eu cá fiquei com as minhas inseguranças: vai lanchar e almoçar direito? Vai pedir para ir à casa de banho? Vai adormecer no autocarro? Vai isto? Vai aquilo? Enfim... Acho que compreendes... ;)
Bom... ele divertiu-se, não comeu assim muito bem, e veio super cansado... Mas como gostou tanto, acho que valeu a pena. E faz parte. Eles estão a crescer.

Beijinhos

P.S. Lancei-te um pequeno desafio, se quiseres participar. :)

Nany disse...

O meu mais pequeno foi ontem e a uma Quinta bem perto, só que...coração de mãe fica sempre preocupado.
Só não o deixei ir à praia 1 anos pq ainda suava fraldas, mas de resto, por norma vão aos passeios.
Eu lembro-me do quanto me divertia, por isso espero que eles também.
bjs

Xica Maria disse...

O Diogo foi aos quatro anos ao primeiro passeio. Lembro-me de passar na escola e ver o autocarro e sentir o coração apertado... mas é bom sairem, conhecerem e divertirem-se!

(nota: eu mando-o sempre com uma pulseira anti-enjoo se o destino for longe)

Isabel Patrício disse...

Vai custar mais à mãe que à filha. Vai chegar estafada mas feliz!

Titica Deia disse...

Nós mães somos todas iguais!! ahaha

O meu foi ao oceanário e eu não pensava em outra coisa, até o meu director reparou que eu não estava bem, a educadora ligou-me mal chegaram, o meu filho divertiu-se imenso enquanto o meu coração de arrastava de preocupação pelo chão...

O meu maior medo era que ele fugisse... agora entendo que temos de confiar nos profissionais que estão com eles e deixa-los ter experiências diferentes :-)

Beijinhos
https://titicadeia.blogspot.pt/

Gorduchita disse...

Na escolita da minha filha têm por hábito fazer diversas saídas. Já foram andar de barco no Douro (para irem para o barco, foram num daqueles autocarros turísticos hop on-hop off), fazer piqueniques no Parque da Cidade, ao Parque Biológico de Gaia, ao Zoo de Santo Inácio... fora as saídas a pé, para visitar o mercado ou ir ao parque infantil.
Pessoalmente, nunca me preocupei muito, acho que tudo faz parte do crescimento. Nunca sequer me passou pela cabeça não a deixar ir... e ela também tem 3 anos!
É importante terem estas experiências! E temos de confiar em quem gere a escolita... senão, estamos perdidas! :)

Green disse...

Imagino que o coração de mãe fica completamente inquieto, mas a verdade é que essas experiências são benéficas e lhes fazem muito bem.

C. disse...

Olha eu faria o mesmo... claro que ficava imensamente preocupada mas é bom para eles, sempre fechados em 4 portas não é nada bom e se têm oportunidade de irem com os amiguinhos, porque não? Acho que fizeste muito bem.

Beijinhos,
O meu reino da noite ~ facebook ~ bloglovin'

Magda disse...

Eu também deixo sempre.
Os meus sobrinhos costumam passar uma semana num campo de férias em Tomar todos os verões e o ano passado convidarama minha filha. Eu sei que aquilo era a partir dos 6 anos (ela tinha acabado de os fazer) mas ai noa conseguimos dizer que sim. Era bem longe, este ano já nos mentalizamos e ela lá irá. Vou ficar de coração apertadinho, mas ela está tão empolgada! =D

Um Mundo a Três disse...

O coração ficou apertadinho da primeira vez, mas nunca me passou pela cabeça não o deixar ir. Das vezes seguintes foi mais tranquilo. Estas experiências fazem tão bem. E por acaso tenho -me como uma mãe bastante descontraída. Gosto que ele viva todas as experiências a que tem direito, não gosto de o prender demasiado à minha asa. Quero que os meus filhos sejam livres, com regras, mas livres.