sexta-feira, 21 de setembro de 2018

6*

Há meio ano que nasceste, naquele dia de início de primavera, mas que mais parecia de puro inverno.
Agradeço aos deuses haver máquinas fotográficas tão boas (pensando bem, quantas fotos tenho eu de quando era recém nascida?!) que conseguem captar o quanto tu já cresceste em meia dúzia de meses. É incrível como o tempo voa e como o tempo traz consigo tantas mudanças. Em meio ano, a nossa vida cá em casa mudou tanto com a tua chegada! 

Meio ano de vida, ainda custa a acreditar como já se passou tanto tempo. Meio ano a provar a mim mesma que afinal o pós-parto não tem de ser tão mau, que afinal consegui superar a experiência menos boa que a tua mana me proporcionou nos primeiros tempos de mamã. Ela não teve culpa de nada, eu é que estava à espera de um mundo cor de rosa que se revelou bem diferente da realidade. Já contigo, tem sido diferente porque já sei para o que ia. Já não me deixei levar pelas novelas romancizadas da maternidade. Já estava preparada para as noites mal dormidas (mas isso ainda custa tanto!!!), para os cócos que fogem da fralda, para andar com a casa às costas, para as dez mil opiniões diferentes de toda a gente sobre o mesmo assunto.

J., tens-me provado que um segundo filho é em tudo diferente do primeiro. Ainda bem que mudei de ideias: há uns aninhos atrás dizia que só ia ficar com a S. Mas sabendo que eu sou filha única e nunca o quis ser, embarcamos na viagem de um segundo filho. E ainda bem. 


10 comentários:

J* disse...

Parabéns e muitos anos de vida!
https://jusajublog.blogspot.com/

Green disse...

Sempre ouvi dizer que o sofrimento vale sempre a pena, neste caso. Não sou mãe ainda, espero ser, e imagino que não seja nada fácil mas que no final do dia seja recompensador.

Unknown disse...

Que texto maravilhoso :) muitos parabéns!

Beijinhos,
O meu reino da noite
facebook | instagram | bloglovin

Linhas Cruzadas disse...

Que sejam os 4 muito felizes!

S* disse...

Eu sinto-me totalmente mãe de um filho só, mas reconheço que dar um irmão a um filho é o maior dos presentes!

Magda disse...

e será sempre diferente. eu aprendi que ter uma menina e ter um menino consegue ser muito diferente e no geral, os meninos dão muito mais cabo de nós. é que são de uma energia que não se aguenta.

Eva Luna disse...

É de dar os parabéns aos pais que não se ficam pelo primeiro filho, é preciso muita coragem depois do primeiro já estar mais autónomo voltar tudo do zero com outro bebé. :) é um ato de coragem.

Ellie disse...

Uau! Já passei meio ano? Como assim?! :O
Que os dias continuem assim, repletos de sorrisos e surpresas boas! :)

C. disse...

Passa mesmo depressa... parece cliché mas é a mais pura das verdades!

Tenho P & R ali no Reino, vem fazer uma perguntinha ;)

Beijinhos,
O meu reino da noite
facebook | instagram | bloglovin

Ana Rita Cortez disse...

Hello,
Faz muito tempo que não vinha ao teu blog... Tanto tempo que não sabia que tinham tido um segundo filho. Desejo-vos as melhores felicidades.
Um beijinho*