sexta-feira, 25 de setembro de 2020

 - Fiz 34 anos em Junho, a minha filha fez 6 anos no mesmo mês e as festas foram as mais privadas até hoje.

 

- Não fomos para o Algarve de férias, tal como tínhamos marcado em Fevereiro. Fomos para o meu destino de férias da infância, Praia de Mira e foram dias diferentes dos idealizados em Fevereiro mas que souberam muito bem.

 

- A minha filha passou a usar óculos e agora já me é tão estranho ver as fotos dela do tempo em que não os usava.

 

- A minha filha, no início deste mês, pregou-nos um grande susto e ficou 6 dias internada, eu e ela a viver dias de incerteza mas que esperamos que não se repitam. Foram dias que dificilmente irei esquecer, por ver tantas histórias piores que as nossas. Foi uma experiência que dispensava mas que me fez ver o mundo de forma diferente.

 

- Para ficar no internamento com a minha filha, tivemos que fazer as duas o teste ao Covid. Posso dizer-vos que é horrível, desejando não ter de repetir a experiência nunca mais.

 

- A minha filha entrou no primeiro ano do ensino básico. Regras e regras e regras. E no meu coração mora aquele friozinho provocado pelo medo de saber que entrou para a escola na pior época possível.

 

- O meu filho está com 2 anos e meio e arrasa o nosso coração com muita beleza, teimosia e rebeldia, tudo à mistura. É um furacão aquele miúdo!

 

- Já penso no Natal com um certo aperto no coração. Não sei o dia de amanhã, quanto mais como será a vida em dezembro.

 

- Já comecei a ver agendas para 2021 à venda. Quero muito despedir-me deste ano mas não sei o que o próximo nos reserva, por isso, nunca a frase “um dia de cada vez” fez tanto sentido na minha cabeça.


Desde Abril que muita coisa se viveu. E nada se escreveu aqui, reflexo do tempo que não me sobra. Não consigo postar através do telemóvel, gosto de um teclado à frente para expressar o que vou vivendo mas só tenho essa possibilidade à noite. 

E à noite, há o cansaço, há as coisas para adiantar para o dia seguinte, há filhos que requerem atenção e o blogue fica no esquecimento. 

No entanto, e não sei bem porquê, não consigo despedir-me deste cantinho, por mais que os novos tempos nos digam que os blogs estão fora de moda. Gosto muito de escrever, camuflada pelo anonimato que não tenho nas redes sociais, e este cantinho está abandonado mas continua a fazer parte de mim. 


6 comentários:

Green disse...

O mais importante é que, apesar de tudo e dos altos e baixos, esteja tudo bem :)

Cisca disse...

Saudades !!!
Fiquei preocupada com isso do internamento :( espero que tudo se tenha resolvido bem! Acho que estamos todos um bocadinho na mesma quanto aos dias que correm.. é tudo muito estranho! Um grande beijinho!!

Sónia RM disse...

Que haja saúde acima de tudo...

Eva Luna disse...

E no entanto parece que ainda "ontem" nos estavas a contar sobre a tua primeira filha, o tempo passa :)

Ana Rita Cortez disse...

Hello
Andei afastada do blog um belo tempo e já não te visitava há tanto...
Fico tão feliz de ver que estão bem e felizes.
Aguardo ansiosamente o próximo post.
Um beijinho

Briana disse...

Isso mesmo, um dia de cada vez. Tenho usado bastante isso desde Dezembro